AGÊNCIA NOVA ERA

  • Projeto Sentidos – A Publicidade que não nos representa
  • Resumo: Desde décadas passadas a mulher é vista como um objeto frágil apenas por não ser do sexo masculino, causando diferença no tratamento entre ambos e oprimindo cada vez mais o feminino. Pedir permissão para sair de casa, ser criada com o intuito de apenas cuidar do lar, rótulos de vestimenta, “direito” de ser humilhada ou agredida caso agisse com desrespeito com o seu marido, usar roupas que cobriam a maior parte do corpo para não ser chamadas por nomes desagradáveis, carregar culpa de assédios e estupros, ser associada à fraquezas e decisões erradas, entre outros estereótipos que carregam a história da mulher.
%d blogueiros gostam disto: