GABRIELA LEAL DE OLIVEIRA RAMOS

  • O HÁBITO POLUIDOR NO LIMITE LESTE DE SÃO PAULO: EDUCOMUNICAÇÃO COMO INSTRUMENTO DE TRANSFORMAÇÃO
  • Resumo: Esta pesquisa apresenta a contextualização histórica para entendimento dos hábitos poluidores nos bairros limite da cidade de São Paulo. Também representamos neste objeto de estudo a gestão comunicativa e suas práticas bem como demonstramos através de protótipo e exemplos a aplicação de um método de ação para aplicação dos dados obtidos. Também cabe apresentar que utilizamos diversos teóricos como base para uma abordagem ampla da pesquisa e contextualizar as informações para aplicar de forma prática os dados coletados. A pesquisa busca compreender os motivos que levam a população moradora de bairros limite da cidade de São Paulo a poluir os espaços particulares e públicos do bairro onde moram. A partir de diferentes estudos, percebemos que a questão ambiental não tem sido abordada com clareza desde o nível fundamental de ensino. Esta lacuna é irrefutável ao observar o descarte irregular de resíduos deixados por alunos que em sua maioria já estão cursando ensino médio, após o término do ano letivo: são folhas de provas, cadernos, apostilas, fichários e tantas outras coisas jogadas em vias públicas, todos os anos, causando entupimento de bueiros, calhas e rios devido ao grande volume de chuvas nestas épocas. Utilizamos a teoria da Educomunicação, fundamentada em Ismar P. Soares (2000; 2003) e em Paulo Freire (2003), para propor iniciativas de conscientização dos alunos junto a escolas da região leste de São Paulo.
  • Orientador: Profª. Ma. Mirian Meliani Nunes

PDF: MONOGRAFIA – O hábito poluidor no limite leste de são paulo: educomunicação como instrumento de transformação